MOMENTO DE DECISÃO I

Quando o tempo é de decisão, quando o foco é a escolha e o período é de reflexão sobre as consequências de nossas ações, gostaria de tratar sobre os passos individuais para governar a nossa própria vida, sobre as atitudes que cada pessoa tem e a possibilidade de estruturar a busca da presidência da sua história.

Muitas vezes pode faltar consciência sobre a realidade de que antes de qualquer gestão de negócios, antes de qualquer atividade de trabalho ou antes de qualquer atuação como profissionais, somos desafiados dia a dia a construir uma estratégia de gerenciamento das nossas próprias rotinas, para que tenhamos os resultados esperados naquele que é o mais importante empreendimento que podemos administrar: a nossa vida.

Em nenhuma hipótese tenho a pretensão de tornar este artigo um guia de auto ajuda, mas me interessa provocar análises pessoais no sentido de entender que muitas vezes exigimos de nossos líderes, de nossos governantes, de nossos gerentes ou de qualquer outra figura de autoridade, uma administração perfeita, sem nos darmos conta de que também somos administradores e devemos estar atentos à posição que ocupamos e ampliar a visão em direção ao cumprimento da nossa missão, do foco na visão e nas práticas de valores para responder as seguintes perguntas: Tenho tido resultado positivo com as ações que tenho tomado? A vida que tenho levado é congruente com minhas perspectivas de sucesso? Tenho alcançado minhas metas como mãe, como pai, como amigo ou amiga, como filho ou filha e com os demais papeis que desempenho? Ou tenho feito campanhas de final de ano, das grandes mudanças que farei no ano seguinte e já no último trimestre percebo que não alcancei e não realizei o que me propus, e, se candidato, estaria com uma lista de pendências no plano de governo?

Certamente queremos um país com educação, segurança, transporte, saúde e como cidadão, um país democrático. É através do voto que temos a oportunidade e a possibilidade de demonstrar que há consciência; e que ao votar estamos considerando não somente os nossos interesses pessoais, mas pensando na coletividade analisamos os cargos para os quais estamos indicando um representante; e também estamos informados sobre o candidato, seu partido e suas coligações, bem como o plano de governo que o norteará. Sendo assim, ao votar na melhor ação para sua vida você também poderá seguir esses mesmos passos.

Pense comigo! É preciso entender que não basta ser bem sucedido em uma única área (educação por exemplo), se sua saúde, embora sem ausência de doenças, não pode contar com vigor, energia e vitalidade de quem busca um condicionamento físico para o bem-estar, assim, é importante olhar para todas as áreas de sua vida e mobilizar-se para construir um plano de ação para cada uma das áreas primárias citadas: vida social (ter amigos sinceros e verdadeiros com quem possa contar e encontrar momentos de lazer e diversão); vida familiar (ter uma relação harmoniosa com seus pais, seus irmãos, seu companheiro ou companheira, seus filhos e que dividam momentos de partilha e aprendizado juntos); vida emocional (você com você e suas emoções, seus medos, suas frustrações, ansiedades, inseguranças, traumas e o impacto disto na sua relação intra e interpessoal); vida financeira (ter gestão sobre o dinheiro, construindo um fluxo de caixa positivo, dinheiro mais que suficiente para pagar as contas, gastar, investir, doar, etc)...

Em resumo, gosto de pensar que a primeira etapa é fazer uma autoanálise sobre todas as plataformas de campanha e pensar como você tem governado cada uma delas e posteriormente mentalizar como poderia ser se realmente entrasse em ação de forma “imparável” e não somente em discurso de palanque.

Não é mesmo este o raciocínio que temos para todos os nossos candidatos aos cargos públicos? Queremos que seu discurso vá além das campanhas e propagandas, mas que efetivamente tornem-se atitudes e possam olhar de forma geral as principais necessidades que temos e através de uma sistemática enérgica possam cumprir cada uma das metas estabelecidas.

Acabamos de passar pelo primeiro turno das eleições e os resultados das urnas mostram uma vontade imensa do povo por renovação e por tempos em que a mudança possa mostrar a sua cara e impacte positivamente por rumos melhores em um país tão cheio de riquezas e oportunidades.

Desta forma também trace um caminho em sua vida para que possa ser honesto consigo mesmo e com os outros ao seu redor, tenha hábitos diários de fazer o que é certo a ser feito para alcançar os resultados esperados e tenha sempre respeito às leis do seu coração e as leis que regem a boa convivência.

Se fossem etapas, estaríamos em:

  1. Identifique todas as áreas de sua vida (familiar, social, emocional, profissional, intelectual, saúde, financeira, espiritual, ...) e avalie em quais delas precisa realmente de uma intervenção para mudar o cenário atual e mantenha firme e com melhorias as que estão sobre controle e rendendo bons índices de felicidade.

  2. Projete metas de onde gostaria de chegar e mobilize o seu melhor para traçar objetivos desafiadores e que tenham impacto positivo em você e em todos ao seu redor. Não apenas sonhos de gaveta, mas indicadores a serem perseguidos como os grandes planos estratégicos das mais renomadas empresas de primeira linha.

Por falar em projete seus sonhos, você sabe construir metas? Muitas pessoas não sabem estabelecer objetivos concretos a serem atingidos e consequentemente ficam mergulhadas em vontades inatingíveis ou ainda em objetivos sem elaboração concreta. Diante disto, gostaria de compartilhar uma metodologia que faz uma diferença incrível na construção de metas: O Modelo METAS, também conhecido como SMART. Este modelo é uma maneira inteligente de construir um formato para seu objetivo, através dos 05 atributos: M (Mensurável), E (Específico), T (Temporal), A (Atingível) e S (Significativo).

Isso mesmo, pense no que você gostaria de conquistar e faça uma viagem em sua mente tornando este objetivo o mais específico possível, algo que você possa ver, sentir, cheirar. Quanto mais específico tanto mais você será capaz de colocar toda sua energia nesta direção. Neste caminho, ao escrever de maneira específica, identifique se você consegue medir, pois sua meta deve ser quantificada de alguma forma (%, quantidade, valor, etc.), somente desta maneira terá condições de estabelecer um padrão concreto de realização. Da mesma forma, é preciso conseguir mensurar, mas também você precisa ter uma expectativa real de conseguir, ou seja, embora desafiadora, precisa ser alcançável. Não queremos que você fique na zona de conforto, mas também não pode criar exigências irreais.

Outro ponto importante, é que seja significativa, que tenha um impacto positivo em você e nas pessoas ao seu redor, não há como você gerar todo o empenho necessário se sua meta estiver incongruente com seus valores ou que não tenha relevância para você. Por fim, é vital que sua meta tenha data certa para iniciar e terminar (temporal), para isto sua mente conhece um formato: dia/mês/ano.

Com uma visão real e sincera de como estão todas as plataformas de governo, todas as necessidades de atuação e ter identificado quais os sonhos que se tornaram objetivos a serem atingidos com metas bem definidas, é possível construir o plano de governo para ter a melhor vida que possa ter e ser o melhor que possa ser em todas as áreas. Assim, temos:

  1. Identifique as áreas de governo da sua vida.

  2. Projete as metas do seu plano de governo para todas as áreas.

  3. Estabeleça um plano de ação em que será protagonista.

Ao falar de plano de ação, vou sugerir a ferramenta 5W2H que basicamente é um checklist de determinadas atividades que precisam ser desenvolvidas com o máximo de clareza possível, como um mapeamento de atividades que ficarão estabelecidas o que será feito, quem fará, o quê, em qual período de tempo, em qual área da vida e todos os motivos pelos quais esta atividade é importante. Em segundo momento, deverá figurar em uma tabela de acompanhamento de cada uma das ações. Sim, é importante que você tenha por escrito em uma tabela como será feita estas atividades e quanto custará cada etapa do processo.

Os itens que compõem o 5W2H são:

  • What (O quê – o objetivo, a meta - O que deve ser feito?);

  • Why (Porque – motivo, benefícios – Por que esta ação deve ser realizada?);

  • Who (Quem – o responsável pela ação – Quem deve realizar a atividade);

  • Where (Onde – local, departamento, área – Onde a ação deve ser executada?);

  • When (Quando – data, cronograma – Quando a ação deve ser realizada?);

  • How (Como – atividade, processo - Como deve ser realizada a ação?) e;

  • How Much (Custo ou quantidade - Quanto será o custo da ação a realizar? ).

Esta é uma ferramenta extremamente útil e utilizada no mundo corporativo e certamente será de grande valia para seu acompanhamento de vida, uma vez que elimina qualquer dúvida que possa surgir sobre um processo ou atividade a ser cumprida na direção da sua realização.

De toda forma, fica claro que sem ação efetiva e sem foco, nada se tornará real. Sendo assim, estabeleça também uma estratégia para identificação e proposição de soluções de determinados problemas que precise sanar ao longo do processo, tornando os obstáculos o mais previsível possível e para isto, arrisco dar três dicas importantes:

  • Tenha certeza de estar implementando ações na direção de suas metas e não um conjunto de tarefas sem efeitos para o objetivo;

  • Tenha certeza que suas ações não tenham qualquer efeito colateral, caso contrário deverá tomar outras ações para eliminá-los;

  • É preciso propor diferentes soluções para os problemas analisados, certificando-se da real eficácia de tais soluções.

No caminho da fortaleza para atingir seus resultados, também posso sugerir criar um mural de imagens para estes sonhos, com figuras que demonstrem a realização das metas (retiradas de revistas, jornal, publicidade) afixadas em local de fácil localização e visualização todos os dias, criando uma conexão diária com o cenário a ser atingindo. Este modelo mantém vivo na mente o porquê e para que você acorda toda manhã, qual sua força de agir e qual o verdadeiro foco das tarefas mais simples a serem realizadas.

Neste processo já chegamos em:

  1. Identifique todas as áreas de sua vida;

  2. Projete metas de onde gostaria de chegar;

  3. Estabeleça um plano de ação em que será o protagonista.

Também é importante reforçar que ser protagonista é ser o maior responsável pelo sucesso de suas ações, agir com foco e determinação em seus pensamentos, sentimentos, comunicação e comportamentos, garantindo o entendimento de todas as emoções a serem transformadas em você, pois sem inteligência emocional e uma vontade vibrante de conquista não saímos do lugar.

4. Reforce a atitude mental positiva e cerque-se de pessoas encorajadoras.

Tenho certeza que nesta coluna e tantas outras de nosso jornal, temos e ainda teremos vários momentos de reforço para atitude mental positiva, acompanhe sempre. E por falar em pessoas apoiadoras e mobilizadoras do melhor no outro, gostaria de aproveitar esta coluna para agradecer ao Alberto Santos, Islania Lima e toda equipe do Jornal do Commércio que com muito carinho e zelo me receberam no jornal e estimularam para que esta coluna seja uma forma de contribuir e compartilhar informações para o desenvolvimento humano, autoconhecimento, liderança, gestão de pessoas e demais temas relacionados. O nosso desejo maior é ser fonte de informação e inspiração para os leitores e assim estimular o crescimento individual e coletivo de uma cidade, um estado, um país; e assim construirmos um mundo melhor. Por um segundo turno consciente, por um ciclo renovador e por um governo exemplar. Viva a sua vida. Viva a sua vida!

#JornaldoCommercio #Artigo